Terça, 27 de Julho de 2021 04:54
(88) 9 81453468
Geral Agressão

DJ Ivis é preso após agressões a Pamella Holanda

Prisão preventiva foi solicitada pela Polícia Civil do Ceará e concedida pela Justiça

15/07/2021 10h14
119
Por: Ianderson Fonte: Diário do Nordeste
DJ Ivis é preso após agressões a Pamella Holanda

Iverson de Souza Araújo, 30, foi preso em um condomínio de luxo em Aquiraz e levado à Delegacia Metropolitana do Eusébio (Grande Fortaleza), que investiga o caso.

Ele chegou à unidade policial pouco antes das 18 horas e saiu por volta das 19 horas, para exame de corpo de delito na Perícia Forense e se apresentar, posteriormente, à Delegacia de Capturas.

Em nenhum dos momentos registrados o DJ usava máscara de proteção.

O produtor musical foi detido por meio de mandado de prisão preventiva. Detalhes sobre a operação serão divulgados em entrevista coletiva marcada pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) para a manhã desta quinta-feira (15)

 

"Que responda pelo crime cometido", disse Camilo Santana nas redes sociais ao anunciar a prisão.

A reportagem tentou contato com o advogado de DJ Ivis nesta quarta-feira, mas não conseguiu localizá-lo. 

DEFESA DE PAMELLA

Por meio de nota, os advogados de Pamella Holanda afirmaram que a prisão de DJ Ivis "representa uma vitória da Justiça". Texto assinado pelos advogados Priscila Virino Silveira e Leonardo Barreto Guimarães Lima pontua que o processo permanecerá sendo acompanhado.

"Graças à coragem da Pamella, às Autoridades que manifestaram apoio e à Delegacia Metropolitana do Eusébio e toda sua equipe que, desde o início, mesmo antes da repercussão nacional, sempre agiram de forma exemplar, com toda sensibilidade que este tipo de caso necessita", diz nota. 

A advogada Priscila Virino, informou, logo após a prisão do artista no começo da noite, que a cearense de 27 anos ainda não iria se pronunciar.

"Ela ainda não irá se pronunciar. Mas não há palavras para definir que a Justiça está sendo feita”, disse Virino.

INVESTIGAÇÃO

Até esta quarta-feira, a PC-CE já tinha ouvido nove pessoas na investigação sobre o caso de violência doméstica. Os depoimentos foram colhidos desde o início da apuração da denúncia, quando foi realizado um Boletim de Ocorrência, no dia 2 de julho.

Ainda nesta quarta-feira, a empregada doméstica da casa de DJ Ivis e Pamella prestou depoimento. Durante cerca de três horas, ela relatou o que sabia da rotina do casal.

À Polícia, segundo apuração do Sistema Verdes Mares, ela disse que havia muitos conflitos e discussões motivadas por ciúmes, mas que nunca presenciou agressões físicas. Ela informou, também, que não estava no local no dia em que houve o espancamento divulgado em vídeos.

DEPOIMENTOS À POLÍCIA 

Pamella Holanda depôs na segunda-feira (12). Neste dia, ela recebeu uma guia para repetir o exame de corpo de delito, a ser feito em 30 dias. O objetivo é identificar o grau das lesões provocadas pelas agressões.

Dentre os ouvidos, estão também a babá da filha do casal, a mãe de Pamella e o motorista do agressor — ambos aparecem nas imagens que mostram a vítima sendo espancada pelo DJ. 

O QUE É A PRISÃO PREVENTIVA

A prisão preventiva é um instrumento jurídico que permite que o réu seja preso antes mesmo de ser julgado, mas somente quando há provas o suficiente do crime cometido. Neste caso, imagens mostraram o músico agredindo a da ex-esposa.

De acordo com artigo 312 do Código de Processo Penal, “a prisão preventiva poderá ser decretada como garantia da ordem pública, da ordem econômica, por conveniência da instrução criminal ou para assegurar a aplicação da lei penal, quando houver prova da existência do crime e indício suficiente de autoria e de perigo gerado pelo estado de liberdade do imputado”. 

Conforme a lei, a decisão de utilizá-la deve ser motivada e fundamentada em receio de perigo e existência concreta de fatos novos ou contemporâneos que justifiquem a aplicação da medida adotada.   

A prisão preventiva também poderá ser decretada em caso de descumprimento de qualquer das obrigações impostas por força de outras medidas cautelares. 

MPCE ACOMPANHA O CASO

O Ministério Público Estadual (MPCE) acompanha o caso e se colocou à disposição de Pamella, por meio do Núcleo de Apoio às Vítimas de Violência, tanto para serviços de apoio como para orientações jurídicas.

Desde o último dia 4 de julho, Pamella já tem o amparo de medidas protetivas, solicitadas pela Polícia Civil e concedidas em caráter de urgência com base na Lei Maria da Penha.

Por meio da decisão, DJ Ivis deve manter uma distância mínima de 100 metros da ex-esposa e de seus familiares, além de ficar proibido de manter contato com eles. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias