Quarta, 23 de Junho de 2021 04:47
(88) 9 81453468
Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Comissão discute os impactos da pandemia na vida de autistas

Olga Yastremska/Depositphotos Audiência vai discutir como famílias com pessoas autistas enfrentam a pandemia A Comissão de Defesa dos Direitos da...

13/05/2021 20h17
26
Por: Redação Fonte: Agência Câmara de Notícias
Audiência vai discutir como famílias com pessoas autistas enfrentam a pandemia - (Foto: Olga Yastremska/Depositphotos)
Audiência vai discutir como famílias com pessoas autistas enfrentam a pandemia - (Foto: Olga Yastremska/Depositphotos)

A Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Câmara dos Deputados realiza audiência pública na próxima segunda-feira (17) para debater os impactos da pandemia na vida e na saúde de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

O encontro será no plenário 8, às 9 horas, e poderá ser acompanhado de forma virtual

Participam do debate:
- a representante da Comissão de Defesa dos Direitos dos Autistas da OAB/SP-Subseção Santo Amaro e elaboradora da Cartilha dos Direitos dos Autista, Camilla Varella;
- a representante do Conselho Administrativo da Pestalozzi de Brasília e mãe de três filhos autistas, Margareth Kalil Sphair;
-
a fundadora e diretora da clínica da Casa da Esperança,  médica, pediatra e psiquiatra, Fátima Dourado;
- a ex-presidente da Comissão da Pessoa com Deficiência da OAB-CE e coordenadora do Instituto Direto Acessibilidade e Inclusão, Liduína Carneiro; e
- a vice-presidente da Associação Paulista de Autismo e mãe de um filho autista, Adriana Godoy.

Autistas e Covid-19
A deputada Tereza Nelma (PSDB-AL), autora do pedido de audiência,  disse que, no geral, não há um risco maior em termos de gravidade da Covid-19 para pessoas com autismo. No entanto, a depender do grau, essas pessoas podem ter mais dificuldade em seguir as medidas preventivas. "É comum que haja dificuldade no uso constante da máscara, além dos problemas de restringir o toque a objetos, por esses poderem estar sujos ou contaminados. Por conseguinte, é necessário discutir e compreender de que forma a pandemia tem afetado pessoas com TEA e suas famílias, sendo importante também entender de que forma esses estão sendo assistidos, em áreas como saúde, educação, entre outras", observou a deputada.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias