É NOTICIA
TOPO
Educação

APEOC vence prefeitura na justiça e professores conquistam ampliação definitiva

Segundo o sindicato a conquista veio após inúmeras tentativas da gestão municipal em negar direitos dos profissionais da Educação no município

17/01/2020 21h48
Por: Redação
Fonte: APEOC
1.263
Categoria tem travado luta judicial com o executivo local há quase 3 anos Foto: Arquivo do Portal
Categoria tem travado luta judicial com o executivo local há quase 3 anos Foto: Arquivo do Portal

O vice-presidente estadual da APEOC, Reginaldo Pinheiro, e o presidente da Comissão Municipal de Boa Viagem, Antônio Ivandi, reuniram-se na sexta-feira (17), com professores e profissionais da Educação para comemorar a árdua vitória em defesa da Ampliação Definitiva de Carga Horária e da aprovação da pauta de reivindicações de 2020.

A conquista veio após inúmeras tentativas da gestão municipal em negar direitos dos profissionais da Educação no município. Diante da determinação judicial, a prefeitura de Boa Viagem deve lotar imediatamente os professores que tiveram seus direitos revogados pela gestão.  

Essa proposição também foi aprovada durante a assembleia com centenas de servidores que aplaudiram a luta da APEOC em defesa da Educação e dos seus profissionais.

Durante a assembleia, a categoria aprovou a pauta da Campanha Salarial 2020. Considerando que desde 2016 não é concedido reajuste para os servidores, o Sindicato APEOC reivindica que além dos 12.84%, ou seja, todos os índices do Piso não concedidos aos profissionais do Magistério nos anos anteriores, uma soma de 42,33%.

A categoria reprovou ainda os sábados letivos, que têm extrapolado a carga horaria de 40 horas. Entrou ainda em discussão o plano de carreira para os profissionais não docentes, valorizar os auxiliares de serviço gerais, os motoristas e o pessoal administrativo, além da atualização do Plano de Carreira do Magistério.

O respeito das progressões que a administração municipal tem ignorado e não tem implantado as evoluções funcionais, bem como a integralização de 1/3 da jornada de trabalho para a realização de atividade extraclasse.   

Após a assembleia com os professores, o vice-presidente e o assessor jurídico foram ao Ministério Público e ao Fórum da cidade para tratar do cumprimento da ação judicial para cobrar da prefeitura que a pauta seja cumprida o quanto antes.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.