É NOTICIA
TOPO
Itapiúna

"Coisa de outro planeta": clareira em matagal atrai curiosos e ufólogos à fazenda no interior do Ceará

Moradores afirmam que viram um enorme clarão azul, parecido com uma bola de fogo no Céu. No dia seguinte, uma clareira na plantação de pacavira intrigou ainda mais a população

17/06/2019 09h48
Por: Redação
Fonte: Diário do Nordeste
909
De cima, é possível ver a dimensão da clareira Foto: Alex Pimentel
De cima, é possível ver a dimensão da clareira Foto: Alex Pimentel

Moradores da Fazenda Bico D'Arara,  propriedade rural localizada a cerca de 10 Km da sede de Itapiúna, no Maciço de Baturité, afirmam que viram um fenômeno, em meio à vegetação, que chamou atenção. De acordo com Francisco Alberto Leite Barros, 59 anos, conhecido como Branco, na última quinta-feira, por volta de 23 horas, surgiu um clarão azul no céu. Ele conseguiu ver a luz, que apareceu rapidamente, em uma distância de 150 metros.

"Isso deve ter sido coisa do outro mundo, de outro planeta. Se eu não tivesse visto a bolona de fogo nós não tinha descobrido. Foi um clarão de iluminar tudo por aqui. São mais de 150 metros até a minha casa. Isso aconteceu quando eu fui fechar o portão. Eu havia acabado de chegar da reza de um terço, já perto da meia noite. Quando amanheceu foi olhar o local e fiquei surpreso. Coisa estranha assim nunca vi na minha vida. Eu fiquei impressionado”, confessou “Branco”.  O irmão, Francisco Belchior Leite Barros, 70 anos, também diz que presenciou o mesmo fato. "Estava deitado quando ouvi o barulho de uma moto. Saí e vi aquele clarão. Pensei que fosse um relâmpago e fechei a porta. Depois saí com meu cunhado e não vi mais nada". 

 

clarãoclarão
Os agricultores mostram a vegetação, de pacavira, uma espécie de planta que nasce em regiões alagadas, toda arreadaFOTO: Alex Pimentel

 

No dia seguinte os dois foram ao local onde teria aparecido a luz azul e se surpreenderam quando se depararam com a vegetação de pacavira - uma espécie de planta que nasce em regiões alagadas-,  amassada, em uma lagoa, formando um círculo.  "Eu vim olhar o que era aquilo  porque aqui é lagoa e não tem luz dentro da água. Aí vi esse amassado como se tivesse baixado um helicóptero. Fiquei impressionado. Na hora que vi isso fiquei morrendo de medo, todo arrepiado", diz Francisco Alberto.

A notícia se espalhou pelas redes sociais e desde então várias pessoas já foram à propriedade para ver de perto o círculo que se formou com a vegetação inclinada na água. Segundo a filha de Francisco Alberto, as imagens divulgadas na internet atraíram  interesse de curiosos e especialistas em ufologia. Agobar Peixoto, ex- professor da UFC, pretende ir ao local na próxima segunda-feira. Outro ufólogo que também está se programando para fazer o mesmo é  Robinson Alencar, morador de Quixadá.

 O astrônomo Dennis Weaver, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), considera o possível fenômeno uma fraude. "Já tenho mais de 20 anos estudando astronomia e não tem como dar uma explicação meteorológica. Isso já foi comprovado ser fraude, inclusive pessoas que fizeram isso já mostraram como foi feito, usando cordas e tábuas de madeira".

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários