É NOTICIA
TOPO
Memória

Há 5 anos Boa Viagem chorava com a tragédia do Princesa em Canindé

Motorista de ônibus que tombou veículo e matou 18 pessoas foi condenado a 6 anos de prisão, famílias prestam homenagens no local do ocorrido

18/05/2019 13h24Atualizado há 4 meses
Por: Redação
2.801
Reprodução DN
Reprodução DN

18 de Maio.  O dia 18 de maio de 2014 ficará marcado pra sempre na memória de Boa-viagenses e de todos que receberam a triste notícia de uma tragédia ocorrida no km 303 da BR 020 em Canindé-CE.

41 passageiros ocupavam o ônibus da empresa Princesa dos Inhamuns - atualmente Princesa, quando o veículo conduzido em alta velocidade acabou tombando próximo ao canteiro deixando 18 mortos e 23 feridos.

O ônibus saiu da cidade de Boa Viagem com destino a Fortaleza. Segundo informou a empresa, no veículo, havia 39 passageiros além do motorista e outro funcionário, totalizando 41 pessoas. Os feridos foram levados para o Hospital de Canindé e para o Instituto Doutor José Frota (IJF). 

Populares que foram até o local do acidente certamente não vão esquecer das fortes cenas que presenciaram. Os corpos das vítimas foram arremessados do veículo no momento do acidente. Na estrada, em meio a bagagens dos passageiros e estilhaços de vidro do ônibus, havia bastante corpos com membros decepados e outros esmagados. Mediante a proporção da tragédia, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) acionou de imediato, reforços da Polícia Militar e da Guarda Municipal de Canindé para isolar a área e facilitar o trabalho dos socorristas.Resultado de imagem para acidente princesa dos inhamuns

Passado 5 anos do ocorrido, familiares ainda tentam recompor suas vidas, filhos, pais, parentes e amigos ainda carregam consigo a dor da perca de seus entes. Nesse período, no local do ocorrido foram plantados 18 mudas de plantas para simbolizarem as vítimas, diariamente o espaço às margens da via recebe visitas de pessoas que prestam homenagens e realizam a manutenção e cuidados com as flores e lembranças depositadas.

A Justiça condenou o motorista  a seis anos e nove meses de detenção por homicídio culposo e lesões corporais culposas em regime semi aberto.

A defesa de Francisco das Chagas alegou a inexistência de crime culposo e de provas de que o denunciado não respeitou a distância regular de segurança ou que estivesse trafegando em velocidade superior à permitida. Argumentou ainda que o acidente foi ocasionado por caso fortuito e força maior.

 O grave acidente foi destaque nas redes sociais durante todo o dia 18 de maio daquele ano, assim como na imprensa nacional e internacional. As emissoras de rádio local, em pleno domingo entraram no ar para realizarem a cobertura e informar os munícipes que apreensivos aguardavam informações oficiais.

O caso repercutiu na imprensa internacional. Jornais do Canadá, Nova Zelândia, Colômbia, Chile, Venezuela e Estados Unidos noticiaram a tragédia.

 

Redação do Portal Sert News

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários